Informações Gerais

A Residência Multiprofissional Integrada em Saúde: Cardiologia no Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul / Fundação Universitária de Cardiologia (IC/FUC), iniciou no ano de 2005 a partir de um convênio entre o Ministério da Saúde e o IC/FUC (de acordo com Lei no 11.129, de 30 de julho de 2005), assinado em 21 de dezembro de 2004. Este programa é uma modalidade de educação profissional em nível de pós-graduação de caráter multiprofissional e interdisciplinar, desenvolvida em ambiente de serviço.

Esta modalidade de residência estabelece a integração dos programas de Residência Médica do IC/FUC com os Programas de aperfeiçoamento especializado em Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição e Psicologia. Visa orientar e acompanhar atividades de atenção integral à saúde, atividades de estudo e reflexão sobre a prática de atendimento e atuação no sistema e nos serviços de saúde, a partir da prática no IC/FUC e baseado nos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS).

A inserção da Instituição através do programa de Residência Multiprofissional permite um aprimoramento ao usuário do SUS que necessita de cuidados na área da cardiologia. O atendimento do paciente pela equipe multiprofissional oferece maior resolutividade e racionalização dos cuidados de saúde, que são realizados de forma simultânea e coordenada.

Objetivo

Especializar profissionais de diversas áreas da saúde através da formação em serviço, para atuar em equipe de forma interdisciplinar e resolutiva, no âmbito da cardiologia.

Desenvolver uma prática de saúde baseada na concepção de vigilância da saúde, através da combinação das estratégias de intervenção de promoção de saúde, da prevenção de fatores de risco, além da atenção curativa, para indivíduos e grupos identificados como vulneráveis na área da cardiologia.

Conhecer, analisar, aplicar e avaliar informações, habilidades e atitudes na prática de atenção à saúde que possibilitem a realização da atenção integral à saúde individual, familiar e coletiva na sua área de formação básica, de forma interdisciplinar.

Conhecer e atuar na rede de apoio institucional social, articulando e promovendo, permanentemente, possíveis propostas de ações intersetoriais integradas para a melhoria constante da qualidade de vida e saúde da população.

Implementar projetos de pesquisa na área da atenção à saúde, com concentração em cardiologia compreendendo a importância da produção científica na qualificação e implementação de novas tecnologias em saúde.

Promover a qualificação das equipes de atenção primária na área da cardiologia  através de ações didáticas pelos residentes e preceptores.

Criar programas em parceria com o gestor municipal para participação efetiva dos residentes nas unidades básicas de saúde.

Desenvolvimento do programa

Além das atividades específicas de cada área, o programa tem como núcleo central o atendimento em nível de atenção primária secundária e terciária em unidades ambulatoriais. Esse atendimento ocorre de forma transdisciplinar, com o paciente podendo contar com a equipe dos residentes supervisionados pelos preceptores.

As atividades teóricas acompanham os seminários e discussões de caso que já acontecem diariamente na instituição, trazendo agora uma abordagem mais ampla em relação aos cuidados dos pacientes. O conteúdo teórico corresponde entre 10 a 20 % do total de carga horária, e são desenvolvidos na forma de aulas expositivas, discussão de artigos científicos, atividades de pesquisa, estudos de caso, oficinas e seminários. As atividades de formação em serviço correspondem de 80 a 90% da carga horária. Durante o 1º ano e 2º ano, o residente realiza atividades de formação em serviço especificamente na área de ênfase ou complementares, na própria instituição ou em outras instâncias do Sistema Único de Saúde.

O programa tem a duração de dois anos e os residentes cumprem uma carga horária semanal de 60 (sessenta) horas num total de 6250 (seis mil duzentos e cinqüenta) horas bianuais divididas de acordo com a rotina do serviço de cada especialidade.

Os critérios para avaliação dos residentes incluem uma freqüência mínima de 75% nas atividades teóricas e de 100% na formação em serviço. A realização, elaboração e desenvolvimento de um projeto de pesquisa, que culminará em uma publicação de artigo científico além de avaliações semestrais qualitativas realizadas pelos preceptores.

Coordenação do programa

Enfermagem: Enfª MSc Mª Antonieta Moraes
Fisioterapia: Fisiot. MSc Christian Correa Coronel 
Nutrição: Nutric. MSc Sandra Mari Barbiero 
Psicologia: Psic. MSc Patricia Pereira Ruschel 

Os Processos Seletivos são públicos e divulgados em editais na imprensa escrita local e na página do IC/FUC.