Grupo de Pesquisa
Cadastrados no Diretório dos Grupos de Pesquisa do Brasil - CNPq

O Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil constitui-se em bases de dados (censitárias e corrente) que contêm informações sobre os grupos de pesquisa em atividade no País.

A unidade de análise que constitui a base de dados do Diretório é o grupo de pesquisa. Cada grupo de pesquisa deve organizar-se em torno de uma liderança (eventualmente duas), que é a fonte das informações sobre os grupos constantes na base. A relação do Diretório com os grupos é institucional. Assim, cabe aos dirigentes institucionais de pesquisa das instituições participantes (autorizadas previamente pelo CNPq) o credenciamento dos líderes de grupos e a certificação dos grupos na base de dados.

As informações sobre o grupo, os pesquisadores, estudantes, o pessoal de apoio técnico e as linhas de pesquisa são fornecidas pelos líderes dos grupos. Alguns dados pessoais sobre os pesquisadores e estudantes e aqueles relativos à produção científica, tecnológica e artística são compromissos de cada pesquisador e estudante, que os informam em seus currículos Lattes.

Grupos do IC/FUC

Aterogênese e Dislipidemia
Líder: Profª. Drª. Vera Lúcia Portal
Vice-Líder: Prof. Dr Rogério Sarmento-Leite
e-mail: epidemiologia@cardiologia.org.br

Veja aqui o grupo atualizado no CNPq:

A doença cardiovascular é, de longe, a principal causa de óbito no Brasil, assim como em todo o mundo ocidental e, entre elas, a doença isquêmica do coração, em suas mais diferentes apresentações, é das mais importantes, só perdendo em número para a mortalidade decorrente de acidente vascular encefálico. O estudo dos fatores de risco clássicos e dos novos fatores de risco para doença arterial coronariana, tais como causas infecciosas e inflamatórias, são de extrema importância para o atual estágio de conhecimento dos mecanismos fisiopatogênicos desta doença.

Cardiologia Fetal e Pediátrica
Líder: Porf. Dr. Paulo Zielinsky
Vice-Líder: Prof. Dr. Ivo Behle
e-mail: zielinsky@cardiol.br

Veja aqui o grupo atualizado no CNPq:

O grupo caracteriza suas ações de pesquisa pela investigação de ponta relacionada ao estudo da função diastólica ventricular no feto, aos avanços no diagnóstico e na terapêutica intra-uterina de cardiopatias congênitas e adquiridas na vida fetal, à avaliação dos estados comportamentais fetais na normalidade e durante a hipóxia perinatal, ao estudo das miocardiopatias na idade pediátrica e suas repercussões e ao impacto das ações preventivas na infância no desenvolvimento da doença aterosclerótica. Essas linhas de pesquisa, todas com caráter original, buscam o avanço do conhecimento na área e revestem-se de grande efeito multiplicador, tanto nos aspectos científicos como nos relacionados à formação de recursos humanos para pesquisa, desde a iniciação científica até o doutorado.

Cirurgia Cardíaca
Líder: Prof. Dr. Renato A.K. Kalil
Vice-Líder: Prof. Dr Ivo A. Nesralla
e-mail: renato.kalil@cardiologia.org.br

Veja aqui o grupo atualizado no CNPq:

Os projetos vinculados a esse grupo de pesquisa têm por objetivo estudar técnicas inovadoras e avanços na correção cirúrgica das afecções cardíacas e da aorta; analisar a evolução de resultados terapêuticos, das modificações nos cuidados peri-operatórios e da incorporação de tecnologias; estudar os efeitos das intervenções medicamentosas, genéticas, por cateter e cirúrgicas, sobre a função cardiovascular em laboratório experimental; estudar novas abordagens farmacológicas e não-farmacológicas das arritmias cardíacas, sua efetividade e seus resultados clínicos.

Cirurgia Cardiovascular e Transplantes
Líder: Prof. Dr. Ivo A. Nesralla
Vice-Líder: Prof. Dr. João R.M. Sant’Anna
e-mail: ivo.nesralla@cardiologia.org.br / lidia@cardiologia.org.br

Veja aqui o grupo atualizado no CNPq:

As pesquisas na área da cirurgia cardiovascular e transplantes, realizadas no Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul/ Fundação Universitária de Cardiologia, abordam os seguintes temas: 1) proteção miocárdica para o transporte de coração de doadores para transplante cardíaco, visando aumentar o tempo de isquemia global do coração de 6 para 8 horas; 2) emprego dos marcapassos para o dignóstico precoce de rejeição, um avanço importante no moderno conhecimento da recuperação pós transplante cardíaco; 3) procedimentos alternativos ao transplante cardíaco, dentre eles o tratamento da insuficiência mitral severa em pacientes com insuficiência cardíaca grave; 4) revascularização transmiocárdica com laser, um importante avanço no tratamento da cardiopatia isquêmica grave; 5) assistência mecânica ao coração e o coração artificial, que representam a mais recente conquista para os pacientes cardíacos terminais.

Epidemiologia
Líder: Prof. Dr. Iseu Gus
Vice-Líder: Profª. Dra Vera L. Portal
e-mail: epidemiologia@cardiologia.org.br

Veja aqui o grupo atualizado no CNPq:

A Epidemiologia aplicada à Cardiologia tem como finalidade estabelecer o vínculo entre o conhecimento e a prática clínica desta especialidade e suas repercussões em nível populacional. O método epidemiológico é o instrumento fundamental no diagnóstico da situação de saúde das populações, na elucidação de mecanismos causais, na determinação da eficácia, efetividade e eficiência das intervenções terapêuticas e preventivas. Os principais temas de pesquisa do grupo são: a) distribuição dos fatores de risco das doenças cardiovasculares; b) ambulatório de Doença de Chagas ; c) orientações e diagnósticos de cardiopatias na fase fetal do desenvolvimento; d) papel das estatinas no controle da dislipidemia; e) prevenção primária cardiovascular em pacientes de 1º grau com IAM. A compreensão dos conceitos e métodos epidemiológicos e a habilidade para aplicá-los em situações concretas de nosso Sistema Único de Saúde são indispensáveis a todo profissional de saúde. Ambientes de aprendizagem ativa, em que o saber é construído a partir de ações sobre a realidade, aproximam ensino, pesquisa e assistência.

Hemodinâmica
Líder: Prof. Dr. Carlos A.M. Gottschall
Vice-Líder: Prof. Dr Rogério Samento-Leite
e-mail: carlos.gottschall@cardiologia.org.br

Veja aqui o grupo atualizado no CNPq:

As repercussões do trabalho grupal extrapolaram para a publicação em congressos e revistas nacionais e internacionais de trabalhos referentes à função ventricular na cardiopatia isquêmica, angioplastia coronariana e tratamento do infarto do miocárdio, além de avanço em técnicas intervencionistas. Cinco teses de Mestrado e três de Doutorado sobre esses assuntos foram apresentadas e aprovadas até o ano de 2001.

Medicina Experimental
Líder: Profª. Drª. Beatriz D. Schaan
Vice-Líder: Dr Guaracy F. Teixeira Filho
e-mail: bschaan.pesquisa@cardiologia.org.br

Veja aqui o grupo atualizado no CNPq:

A atuação do Grupo de Medicina Experimental abre perspectivas futuras de aprimoramento e desenvolvimento tecnológico referente a métodos diagnósticos e terapêuticos, antes limitados em seres humanos por motivos éticos. Nossos resultados já demonstraram aspectos inéditos em estudos da miocardiopatia hipertrófica fetal. Atualmente mantemos uma linha de pesquisa em cardiologia fetal e a proposta de desenvolvimento de uma linha de pesquisa básica na área de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e Diabetes Mellitus (DM) em ratos.

Métodos Gráficos
Líder: Prof. Dr. Iran Castro
Vice-Líder: Prof. Dr José Carlos Haertel
e-mail: iran@cardiol.br

Veja aqui o grupo atualizado no CNPq:

Novas ferramentas de diagnóstico cardiológico, tratamento e prevenção de cardiopatias, incluindo estudos na cardiopatia isquêmica através de estudos de estenose e contraste, valvulopatias, minicardiopatias e transplantes cardíacos, utilizando novas técnicas de Doppler tissular e meios de contraste ultrassônico. Desenvolvimento de novas ferramentas com equipamentos e programas aplicativos de banco de dados e análise de exames "off line". Epidemiologia e fatores de risco de doenças cardíacas através de estudos de coorte. Articulações de estudos multicêntricos internacionais nas áreas de insuficiência cardíaca, hipertensão e ecocardiografia de estresse.